Polícia / Trânsito

‘Tô em Maringá’: médico que bateu em ônibus em Campo Grande confessou ter bebido

O médico de 32 anos que foi preso nesta terça-feira (2) depois de bater em um ônibus no cruzamento das ruas 14 de Julho e 15 de Novembro, em Campo Grande confessou ter passado a tarde bebendo com amigos, mas não soube dizer em qual local. Após a batida por volta das 17h44 desta terça […]

Thatiana Melo Publicado em 03/03/2021, às 05h42 - Atualizado às 10h38

Imagens mostram bebidas no carro do médico. (Foto: Divulgação)
Imagens mostram bebidas no carro do médico. (Foto: Divulgação) - Imagens mostram bebidas no carro do médico. (Foto: Divulgação)

O médico de 32 anos que foi preso nesta terça-feira (2) depois de bater em um ônibus no cruzamento das ruas 14 de Julho e 15 de Novembro, em Campo Grande confessou ter passado a tarde bebendo com amigos, mas não soube dizer em qual local.

Após a batida por volta das 17h44 desta terça (2), os policiais foram acionados para irem até o local e lá o médico confessou ter passado a tarde bebendo com amigos. No carro, os militares encontraram três garrafas de cerveja e uma garrafa de gin. Ele se recusou a fazer o teste do etilômetro, mas apresentava estado visível de embriaguez.

Foi questionado a ele se sabia onde estava momento em que respondeu, “estou em Maringá, mas moro em Campo Grande”. Ainda segundo informações, o médico tentou fugir, mas acabou contido e levado para a delegacia.

Ele estava dirigindo um Audi quando bateu na lateral do ônibus, que estava fazendo o embarque dos passageiros.

Jornal Midiamax