Polícia / Trânsito

Militar do Exército que bateu carro em poste na Euller de Azevedo recebe alta

Após 16 dias internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande, o militar do Exército que sofreu acidente ao bater em poste na Avenida Euller de Azevedo teve alta neste domingo (28). Ele chegou a ser lançado do carro e não usava cinto de segurança. Conforme informações da Santa Casa, […]

Danielle Errobidarte Publicado em 29/03/2021, às 14h59 - Atualizado às 15h24

Veículo rodou após colidir contra o poste. (Foto: Arquivo Midiamax)
Veículo rodou após colidir contra o poste. (Foto: Arquivo Midiamax) - Veículo rodou após colidir contra o poste. (Foto: Arquivo Midiamax)

Após 16 dias internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande, o militar do Exército que sofreu acidente ao bater em poste na Avenida Euller de Azevedo teve alta neste domingo (28). Ele chegou a ser lançado do carro e não usava cinto de segurança.

Conforme informações da Santa Casa, o militar, de 25 anos sofreu politraumatismo, com TCE (Traumatismo Cranioencefálico) grave. Já na sexta-feira (26), ele apresentou melhora neurológica e sua alta já era esperada para os próximos dias.

O acidente

O acidente aconteceu na noite de sexta-feira, dia 12 de março, quando o militar, que conduzia um Hyundai HB20, bateu em um poste. O jovem foi lançado do veículo a aproximadamente 10 metros. Segundo informações, o militar não é habilitado e ainda teria colidido em outros dois veículos antes.

Momentos antes, de acordo com apurado, o militar teria ingerindo bebida alcoólica com amigos. Em um certo momento, teria discutido com a namorada e saiu em um Hyundai HB20. Logo em seguida, teria batido em uma caminhonete Ford Ranger em um GM Cobalt, ocasião em que alegou: “Hoje eu mato um”. Na sequência, entrou no carro e foi embora. No percurso, perdeu o controle da direção e bateu no poste. No carro foram encontradas garrafas consumidas de bebida alcoólica, energético e lata de cerveja.

Jornal Midiamax