Em dois dias, 34 motoristas perdem habilitação e levam multa por beber e dirigir

Lei Seca ocorreram nas madrugadas de sexta-feira e sábado

Da madrugada de quinta-feira (6) até o começo deste sábado (8), o Batalhão de Trânsito, em conjunto com o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), autuou 34 motoristas por beber e dirigir.

Nesta madrugada, a fiscalização ocorreu na Avenida Júlio de Castilho e abordou 70 veículos. Dezoito CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) foram recolhidas e sete pessoas estavam dirigindo sem permissão.

Foram 22 casos de embriaguez ao volante, dos quais 18 se recusaram a passar pelo teste de bafômetro. Nestes casos, a equipe policial verifica outros sinais que apontem para bebida e direção.

Na primeira noite, a Lei Seca esteve na Rua Ceará, onde abordou 63 veículos. Por lá, foram 74 testes aplicados e 11 pessoas recusaram a medida. Dos que fizeram, apenas um constatou ingestão de bebida alcoólica.

Nenhum dos 34 foram presos porque apresentaram índices inferiores a 0,33 mg/l, quando não é considerado crime de trânsito, embora seja infração. Neste caso, são geradas multas de quase R$ 3 mil, a carteira é suspensa e abre-se um processo sobre o caso.

O Batalhão de Trânsito intensificou as blitze há pelo menos 1 ano e meio, com o objetivo de reduzir a mistura de direção com álcool. Apesar da quantidade de flagras só aumentar, a polícia afirma que este é um resultado do maior rigor da Lei Seca e que as pessoas estão, aos poucos, se conscientizando e preferindo sair por meio de aplicativos de transporte.

Em dois dias, 34 motoristas perdem habilitação e levam multa por beber e dirigir
Mais notícias