MS é o segundo do Brasil em mortes de ciclistas no trânsito

A taxa do estado é 283,3% maior que a nacional

Em Mato Grosso do Sul, a taxa de mortalidade por lesão no trânsito para ciclistas é de 1,7 a cada 100 mil habitante.  O estado tem o segundo maior índice de mortes de ciclistas do país. Os dados são referentes ao ano de 2017 e foram divulgados no Boletim Epidemiológico, publicado pelo Ministério da Saúde em outubro de 2019.

A taxa de mortalidade do estado sul-mato-grossense é 283,3% maior que a taxa nacional, equivalente a 0,6 a cada 100 mil habitantes. O estado só fica abaixo de Roraima, com 3,2 mortes para cada 100 mil habitantes.

Especial Midiamax

Apenas em outubro, três casos de ciclistas atropelados em MS foram noticiados no jornal Midiamax. Dois deles não resistiram aos ferimentos e faleceram no local. A vítima mais recente está internada na Santa Casa em estado grave. 

Outros dados

Mato Grosso do Sul também é o quinto estado com maior taxa de mortalidade de motoristas por lesões de trânsito. Com 7,3 mortes a cada 100 mil habitantes, o índice é 169,7% maior que a taxa nacional, de 4,3/100 mil habitantes.

No ranking geral de mortalidade por lesões de trânsito, MS está em 11º colocação. A taxa sul-mato-grossense de acidentes fatais é de 20,7 a cada 100 mil habitantes, em 2017. O número é 129,3% maior que a taxa nacional de mortes por acidentes.

 

Mais notícias