Torturada em tribunal do crime do PCC foi assassinada por comprar drogas de facção rival

Duas mulheres foram presas pelo crime

A polícia da cidade de Dourados – a 225 quilômetros de Campo Grande – prendeu duas mulheres acusadas do assassinato de Rosimar Gomes de Souza Cruz, de 27 anos, que foi torturada e teve o corpo encontrado por populares na última sexta-feira (10), em uma estrada vicinal.

Foram presas Fernanda Thais de Queiroz de 28 anos, e Talita Moreira Agueiro de 26 anos, que foram encontradas escondidas no bairro Parque das Nações escondidas em uma casa. Quando da prisão, as mulheres confessaram a tortura e o assassinato de Rosimar.

Elas contaram na delegacia que Rosimar tinha procurado as duas para comprar drogas se dizendo da mesma facção, que Fernanda e Talita. Só que as mulheres descobriram que na realidade, Rosimar era da facção rival CV (Comado Vermelho). Neste momento, a vítima foi levada até um barraco próximo de onde o corpo foi encontrado.

Segundo o site Dourados News, foi feito contato com outros integrantes do PCC, que decidiram pelo julgamento e ao final pela morte de Rosimar que foi torturada e o corpo encontrado com as mãos amarradas e uma corda no pescoço.

 

 

 

Mais notícias