“Parou na mão, tá molhado”: preso é ameaçado pelo PCC na Casa do Albergado

Preso de 29 anos, que cumpre pena no  Estabelecimento Penal de Regime Aberto e Casa do Albergado de Campo Grande, procurou a Delegacia de Polícia Civil nesta quarta-feira (14) para denunciar ameaças recebidas dentro da unidade, por outros internos que são da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Ele disse que ao dar entrada, foi abordado pelos autores que disseram “Parou na mão, tá molhado”, dando a entender que a facção teria problemas com ele. Temendo por sua segurança, já que o PCC costuma executar desafetos de forma cruel, o preso comunicou a chefia da Disciplina da unidade prisional, alegando que não poderia ficar no local, pois corria risco de morte.

Desta forma, ele foi orientado a procurar a Defensoria Pública para tentar resolver a situação, mas como chegou em horário fora de atendimento, não obteve resposta e procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro para registrar boletim de ocorrência. Os motivos da ameaça não foram divulgados.

Mais notícias