Advogado afirma que indígenas foram retirados pela polícia de fazenda em MS sem ordem judicial

Há relatos de truculência e vídeos com feridos na ação, que foi comemorada em áudio supostamente por político de Aquidauana

Aproximadamente 100 índios da etnia Kinikinaus que ocupavam a Fazenda Água Branca em Aquidauana, cidade a 143 km de Campo Grande, foram retirados pela polícia do local no início da noite de quinta-feira (1º).

De acordo com o advogado Eloy Terena, houve truculência na retirada dos índios, por parte dos policiais que não tinham ordem judicial.

A Prefeitura de Aquidauana informou que os índios da etnia Kinikinauas chegaram à fazenda na noite desta quarta-feira (31), com documentos que diziam comprovar o direito sob a terra. Na sede da fazenda estavam o caseiro e sua esposa que saíram do local pela manhã.

Segundo o site o Pantaneiro, de início, 40 policiais iniciaram a negociação e, logo depois, uma ordem de retirada, vinda de Brasília às 17h, e o reforço de mais 90 policiais militares, concluiu com a saída dos indígenas.

Mais notícias