Polícia

Vizinhos ganham liberdade após brigarem e um ficar gravemente ferido a tiro

Eles foram proibidos de manterem contato

Renata Portela Publicado em 05/04/2021, às 12h58

Briga entre vizinhos resultou na tentativa de homicídio
Briga entre vizinhos resultou na tentativa de homicídio - (Foto: Gabriel Neves)

Passaram por audiência de custódia nesta segunda-feira (5) os vizinhos de 24 e 38 anos, moradores na região do Nashville, que se envolveram em briga na última sexta-feira (2). Durante a briga, ocorreu um disparo do revólver do homem mais velho, que o atingiu e deixou gravemente ferido.

O juiz pontuou que não houve pedido de conversão das prisões em flagrante em preventivas e, com isso, determinou a liberdade provisória dos dois envolvidos. No entanto, eles estão proibidos de manterem contato um com o outro e de se ausentarem de Campo Grande por mais de 15 dias sem autorização judicial.

O homem de 38 anos também não pode ter qualquer contato com a sogra, sogro e esposa do rapaz de 24 anos, que estavam envolvidos na briga. Ferido a tiro, ele segue internado na Santa Casa de Campo Grande. O paciente que deu entrada sedado e intubado, agora segue na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), com dreno de tórax, consciente e orientado, estável.

Relembre o caso

De acordo com as informações apuradas pelo Batalhão de Choque no local, com testemunhas, a mulher de 43 anos que mora na região estava brigando com a filha, dentro de casa. Em determinado momento, o vizinho de 38 anos passou na frente e gritou “é tudo uma desgraça mesmo”.

O marido da mulher saiu e começou a discutir com o vizinho, que foi até a camionete e buscou a arma de fogo, um revólver. Ao ver a arma, a mulher de 43 anos foi até o vizinho, que segundo testemunhas teria apontado a arma para a cabeça dela. O genro da vítima viu a situação e então interveio.

Assim, o rapaz de 24 anos entrou em luta corporal com o homem de 38 anos. Ele acabou torcendo o braço do suspeito, quando aconteceu o tiro, que atingiu o homem no tórax. A mulher de 43 anos então pegou a arma com um pano e guardou, alegando que tinha medo que outra pessoa pegasse o revólver e tentasse atirar novamente.

O rapaz de 24 anos acabou preso pela tentativa de homicídio, mas o caso será analisado em audiência de custódia. Ele alegou que não tinha intenção de matar, apenas de defender a sogra. Já o homem de 38 anos foi levado para o hospital, preso pelo porte de arma e por ameaça.

Segundo vizinhos, o homem de 38 anos tem rixas antigas porque tem um aparelho de som na camionete e causa perturbação na vizinhança. Inclusive, já teria feito ameaças de usar a arma de fogo em algumas brigas.

Jornal Midiamax