‘Vivia trabalhando e cansada’, relata família de técnica que morreu após bater carro na árvore em Campo Grande

Técnica de enfermagem tinha acabado de deixar o filho na casa do pai

Com muita tristeza é que familiares de Thais do Nascimento Leite de 33 anos se despediram da técnica de , nesta terça-feira (23) depois do acidente na noite de domingo (21) que acabou na dela. Ela estava voltando para casa quando perdeu o controle do Corsa, que dirigia e bateu contra uma árvore a Avenida Nasri Siufi, próximo à Avenida Dinamarca, no Jardim Tijuca.

Uma amiga de Thais também técnica de , Alessandra de Oliveira Souza de 29 anhos, contou ao Jornal Midiamax que ela era uma pessoa muito alegre mesmo depois de horas de plantão. Thais já tinha trabalhado no Hospital Regional, na Santa Casa, no Hospital do Coração e ultimamente trabalhava na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Leblon, depois de passar em um concurso da prefeitura.

O irmão de Thais, Eder Severo de 36 anos disse que nunca vai saber o que aconteceu já que ela estava sozinha no carro, mas levantou hipóteses de cansaço sendo que poderia ter dormido ao volante ou talvez ter se distraído ao mexer no celular. A técnica de estava voltando para casa depois de deixar o filho de 7 anos na casa do pai.

Uma testemunha, um motociclista, que vinha atrás do carro será chamada para ser ouvida já que teria presenciado o acidente. O acidente aconteceu por volta das 19 horas de domingo (21).

A técnica de enfermagem conduzia seu Chevrolet Corsa pela avenida em alta velocidade e perdeu o controle do carro vindo a sair da pista e bater contra uma árvore. O carro acabou descendo um barranco.

Com o impacto da batida, ela foi arremessada para fora do carro na ciclovia. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas Thais já estava morta.

‘Vivia trabalhando e cansada’, relata família de técnica que morreu após bater carro na árvore em Campo Grande
Mais notícias