VÍDEO: Preso por matar comerciante vai para o Cepol e será interrogado nesta quarta-feira

Rapaz estava escondido em uma casa no Portal Caiobá

Preso pelo GOI (Grupo de Operações e Investigações) no final da tarde desta terça-feira (12), em Campo Grande, Maikon Lucas Mathias, acusado do assassinato do comerciante Hugo Gonçalves Insabralde, de 29 anos, será encaminhado a uma cela do Cepol (Centro Especializado de Polícia), onde deve passar a noite.

De acordo com o delegado Ricardo Meirelles, da 3ª Delegacia de e responsável pelo inquérito, o preso será interrogado na manhã desta quarta-feira (13), oportunidade em que poderá apresentar sua versão sobre os fatos. Ele se escondia em uma edícula no Portal Caiobá, de onde nunca saiu desde que passou a ser procurado pela polícia.

Informações apuradas pela reportagem apontam que o rapaz ficava no imóvel que tem apenas uma peça, localizado aos fundos de outra residência. Ele tinha apenas três mudas de roupa e recebia ajuda de outra pessoa, que levava alimento e outros itens de necessidade básica. O objetivo era se expor o mínimo possível para não ser identificado.

A edícula seria de um amigo. Na casa à frente da edícula, vive uma mulher que é irmã do proprietário da edícula. Ela alegou que o irmão estava alugando a casa. Tal irmão não foi localizado e será investigado. Maikon foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro, onde encontra-se à disposição da Justiça.

Conforme já noticiado, o crime aconteceu na frente da conveniência da vítima, no Danúbio Azul, no dia 4 de janeiro. Mesmo após publicar vídeos nas redes sociais afirmando que se entregaria, Maikon não negociou apresentação com a polícia. Foi feito pedido de prisão preventiva e, com o mandado, ele era considerado foragido.

Por este motivo, o conseguiu a localização dele e o prendeu. Inicialmente ele foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro, onde o delegado Meirelles já o aguardava para acompanhar o procedimento.

VÍDEO: Preso por matar comerciante vai para o Cepol e será interrogado nesta quarta-feira
Mais notícias