Trocou nudes e foi ameaçada de ter fotos espalhadas na internet ao se recusar a fazer sexo virtual

Jovem disse na delegacia que conheceu homem pelo Instagram

Uma jovem de 21 anos procurou a (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), nesta quinta-feira (14), em Campo Grande depois de ser chantageada por um desconhecido com quem havia trocado fotos e vídeos íntimos.

Na delegacia, ela contou que conheceu o autor pelo aplicativo e que durante uma semana mantivera conversas e trocaram e vídeos, sendo que desapareceu. Após um ano, o desconhecido reapareceu com outro nome de conta no aplicativo.

Ele dizia a jovem que ela teria que manter relações sexuais com ele de forma virtual e que deveria mandar novamente mais vídeos e fotos íntimas, e caso, ela não o fizesse ele iria espalhar as fotos que havia arquivado da vítima na internet. O homem ainda fez outras ameaças, caso a jovem o bloqueasse.

É crime vazar fotos íntimas

Ainda que a pessoa não tenha invadido o dispositivo informático da vítima para obter fotos ou vídeos íntimos, a divulgação é crime de injúria e difamação, e está previsto nos artigos. 139 e 140 do Código Penal. Quando alguém ofende a honra da vítima e quando alguém ofende a reputação da vítima, com a intenção de torna-la passível de descrédito.

Trocou nudes e foi ameaçada de ter fotos espalhadas na internet ao se recusar a fazer sexo virtual
Mais notícias