Polícia

Testemunhas dizem que motorista de S10 prestou socorro à jovem atropelada de bicicleta

Testemunhas do acidente que vitimou Emanuelle Aleixo Gorski, de 20 anos, na noite de quarta-feira (10), relataram que o condutor da camionete S10, que teria atropelado a vítima, não fugiu do local e prestou socorro. O acidente aconteceu na rotatória, nas proximidades do cruzamento das avenidas Hiroshima com a Mato Grosso, no Carandá Bosque. Segundo […]

Renata Portela Publicado em 11/03/2021, às 14h34 - Atualizado às 18h33

Local do atropelamento (Google)
Local do atropelamento (Google) - Local do atropelamento (Google)

Testemunhas do acidente que vitimou Emanuelle Aleixo Gorski, de 20 anos, na noite de quarta-feira (10), relataram que o condutor da camionete S10, que teria atropelado a vítima, não fugiu do local e prestou socorro. O acidente aconteceu na rotatória, nas proximidades do cruzamento das avenidas Hiroshima com a Mato Grosso, no Carandá Bosque.

Segundo os frentistas de um posto de combustível nas proximidades, eles acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O funcionário de 23 anos contou que percebeu a batida e ouviu um barulho alto. Ele pensou que fosse uma motocicleta envolvida no acidente e chegou a ver Emanuelle desacordada.

Assim, ele acionou o socorro e voltou para o posto, pois estava em horário de serviço. O fato também foi confirmado pelo frentista de 42 anos, que contou que a batida entre a camionete S10 branca e a bicicleta da vítima ocorreu na rotatória. Segundo ele, a camionete desceria a Mato Grosso.

Testemunhas dizem que motorista de S10 prestou socorro à jovem atropelada de bicicleta
Emanuelle foi vítima de atropelamento (Reprodução, Instagram)

Ainda conforme as testemunhas, o motorista não fugiu do local. No entanto, eles não viram equipes da Polícia de Trânsito e não sabem se a polícia chegou a ser acionada, apenas o Samu. Quando o pai da vítima registrou boletim de ocorrência pela morte da jovem, ainda não havia qualquer outro registro no sistema integrado das forças de segurança sobre o acidente.

Emanuelle foi socorrida pelo Samu, sedada e intubada e levada para a Santa Casa. Ela estava em estado gravíssimo, permaneceu na área vermelha do pronto-socorro e não resistiu aos ferimentos. A jovem teve uma parada cardiorrespiratória e faleceu às 22h50. O caso é tratado como morte a esclarecer e foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax