Polícia

Sacoleiros de Campo Grande são assaltados em ônibus e policial mata dois bandidos em SP

Se passando por policiais, bandidos fortemente armados assaltaram sacoleiros de Campo Grande, que faziam compras na região do Brás, conhecido pelo comércio popular em São Paulo, nesta segunda-feira (22). Contudo, o que eles não esperavam é que, entre os passageiros, estaria uma policial. Dois suspeitos morreram, sendo um ainda no interior do coletivo, e outros […]

Danielle Errobidarte Publicado em 23/03/2021, às 17h18 - Atualizado em 24/03/2021, às 10h33

Imagens de câmeras de segurança mostram luta corporal. (Foto: Reprodução/ R7)
Imagens de câmeras de segurança mostram luta corporal. (Foto: Reprodução/ R7) - Imagens de câmeras de segurança mostram luta corporal. (Foto: Reprodução/ R7)

Se passando por policiais, bandidos fortemente armados assaltaram sacoleiros de Campo Grande, que faziam compras na região do Brás, conhecido pelo comércio popular em São Paulo, nesta segunda-feira (22). Contudo, o que eles não esperavam é que, entre os passageiros, estaria uma policial.

Dois suspeitos morreram, sendo um ainda no interior do coletivo, e outros dois ficaram feridos e seguem internados. O ônibus estava na Rua Cachoeira, no Bairro Pari, na capital paulista, e tinha como passageiros comerciantes da Capital.

Conforme informações do portal de notícias R7, os bandidos disseram que eram policiais e fariam uma revista no veículo. Ao pedir para que a policial e outro integrante do grupo colocassem as mãos no banco da frente, anunciando o assalto, ela reagiu e fez os disparos.

Segundo a polícia local, ela disparou contra quatro suspeitos. Um morreu no local, outro não resistiu aos ferimentos e dois permanecem internados. Ainda conforme o R7, câmeras de segurança mostraram quando o ônibus para e cinco pessoas caem. Três delas levantam e conseguem sair correndo.

Em seguida, outras cinco pessoas teriam saído do ônibus. A policial, apesar de parecer sair, teria retornado para o veículo e sido arrancada por um dos passageiros para o exterior, novamente. Um homem ainda teria tentado atirar contra ela, tomando a arma de sua mão, mas o disparo parece falhar.

Apesar da descrição das cenas, as imagens das câmeras de segurança não foram disponibilizadas. Entre as armas utilizadas estava um fuzil falso e o caso foi registrado no 8º Distrito Policial do Brás. Posteriormente, as investigações seguirão por conta do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Jornal Midiamax