Polícia

Rapaz mente e fala em suicídio, mas acaba preso por morte da ex estrangulada em MS

Jovem de 18 anos é suspeito de manter relacionamento com a ex do tio e de matá-la

Thatiana Melo Publicado em 05/04/2021, às 10h23 - Atualizado às 11h26

None
(Arquivo)

Foi preso em flagrante pelo crime de homicídio neste domingo (4) na cidade de Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande, um rapaz de 18 anos acusado da morte de Silvia Marques Gonçalves, de 34 anos. Ele tentou forçar um relato de suicídio da mulher para a polícia, mas acabou descoberto.

O corpo de Silvia foi encontrado por volta das 14 horas deste domingo, quando o irmão do rapaz, de 10 anos e que estava brincando com um amigo próximo da casa ouviu um grito. Ao entrar no cômodo onde estava a vítima, o jovem de 18 anos disse ter encontrado a vítima sem vida, segundo o relato dele aos policiais que foram até o local.

Ele ainda contou que manteve um relacionamento com Silvia, mas que eles não se relacionavam mais. O celular da mulher foi encontrado em meio a um matagal próximo da casa, e no quarto onde estava o corpo, um lençol com estampas foi encontrado amarrado as ferragens.

Uma prima de Silvia contou que havia visto a vítima momentos antes com uma sacola nas mãos e com lençol dentro. Após o corpo ser levado para o IML (Instituto de Medina Legal) de Jardim, foi concluído que Silvia não havia cometido suicídio e que se tratava na realidade de um homicídio. O rapaz acabou preso em flagrante e levado para a delegacia.

O delegado que cuida do caso, Diego de Queioz, disse ao Jornal Midiamaxque o rapaz preso pelo assassinato é sobrinho do ex-marido de Silvia, e que os dois mantinham um relacionamentoas escondido e que poucas pessoas sabiam que os dois se relacionavam. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito negou na delegacia que cometeu o crime, mas as versões conflitantes e outros pontos da investigação apontam para ele como autor do assassianto.

Ainda de acordo com o delegado, o rapaz disse que no dia do crime estava próximo à casa pois estava procurando Silvia para conversar, já que os dois haviam brigado. O casal havia se encontrado recentemente, segundo o delagado. O responsável pela investigação conta, ainda, que o suspeito mantinha uma namorada e se relacionava com Silvia às escondidas. Agora será feita a representação pela sua prisão preventiva. 

Jornal Midiamax