R$ 50 mil: Policiais são presos por sequestrar e extorquir casal brasileiro na fronteira

Ao todo, quatro agentes foram detidos

A polícia do prendeu na terça-feira (20) quatro suboficias da 21ª Delegacia de Torín, no Estado de Caaguazú, por suspeita de sequestro e extorsão de um casal brasileiro na fronteira. Os policiais teriam exigido R$ 50 mil para libertá-los, conforme ordem de prisão da procuradora Estela Ramírez, de Ciudad del Este, onde os fatos ocorreram.

As vítimas, jovens de 21 e 22 anos, moradores em São Paulo, seguiam pela região quando foram abordados pelos agentes Eladio Giménez, Gustavo Toledo, Osmar Paredes e Júlio Díaz em um posto de fiscalização da rodovia PY02. Na oportunidade, os policiais passaram a alegar que os brasileiros estavam com drogas.

Além disso, diziam que as vítimas haviam descumprido medidas sanitárias em razão da pandemia do coronavírus (). O casal teria sido ameaçado de e, temendo pela sua segurança, já que não tinha os R$ 50 mil exigidos, foi combinado o valor de R$ 25 mil.

O homem então foi mantido em cativeiro e a mulher foi levada para Ciudad del Este, onde atravessou para Foz do Iguaçu (PR), para tentar efetuar o saque. Lá, ela se sentiu mal, foi amparada por funcionários do banco e relatou o ocorrido. A foi acionada e entrou em contato com autoridades paraguaias, fazendo com que o homem fosse solto e os policiais presos.

 

R$ 50 mil: Policiais são presos por sequestrar e extorquir casal brasileiro na fronteira
Mais notícias