Polícia indicia 9 traficantes que enterraram droga importada via aeronave

Ao todo, foram apreendidas 2 toneladas de entorpcentes

A de Rio Verde, a 194 quilômetros de Campo Grande, indiciou nove pessoas integrantes de uma quadrilha especializada no tráfico de drogas, que usava aeronaves para dar suporte logístico ao esquema. O grupo havia enterrado duas toneladas de maconha em uma fazenda na zona rural do município.

Os fatos vieram à tona no dia 26 de novembro, quando através do CPE (Comando de Policiamento Especializado) e Grear (Grupo de Rádio Patrulhamento Aéreo) de , com apoio do Bope (Batalhão de Operações Especiais da de ), três pessoas foram presas em flagrante por tráfico.

No decorrer das investigações, a e a conseguiram encontrar o local em que o grupo criminoso residia, localizando mais material entorpecente e informações a respeito dos seus integrantes. 

A estrutura criminosa consistia justamente em trazer a droga do país vizinho, para, então, ser ocultada na cidade de Rio Verde, onde os traficantes aguardavam o momento oportuno para serem retiradas e destinadas para outras cidades e Estados.

Segundo o delegado Gabriel Cardoso Gonçalves Barroso, o trabalho desarticulou umas das principais organizações criminosas da região. “Foram apreendidos parte dos instrumentos usados pelo grupo, como um veículo trator e um caminhão, que, após a instrução processual, poderão ser revertidos em verbas para as forças policiais do município”.

Polícia indicia 9 traficantes que enterraram droga importada via aeronave
Mais notícias