Polícia

‘Plantinha’: Polícia faz pente fino em presídio e encontra até pés de maconha

Uma operação “pente fino” feita por homens da Polícia Nacional, do Sistema Penitenciário e do Ministério Público do Paraguai acontece na manhã desta terça-feira (2) na Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero. Nesse mesmo local, no em janeiro do ano passado, 76 presos acabaram fugindo. De acordo com a ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia […]

Marcos Morandi Publicado em 02/03/2021, às 08h44 - Atualizado às 11h52

Além de armas artesanais, polícia encontrou pés de maconha em celas.(Foto: Divulgação)
Além de armas artesanais, polícia encontrou pés de maconha em celas.(Foto: Divulgação) - Além de armas artesanais, polícia encontrou pés de maconha em celas.(Foto: Divulgação)

Uma operação “pente fino” feita por homens da Polícia Nacional, do Sistema Penitenciário e do Ministério Público do Paraguai acontece na manhã desta terça-feira (2) na Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero. Nesse mesmo local, no em janeiro do ano passado, 76 presos acabaram fugindo.

De acordo com a ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, havia a denúncia de um plano de fuga estava em andamento e muitos dos internos estavam armados. A fuga estaria sendo orquestrada por presos brasileiros faccionados.

“Recebemos a informação de que um plano estava em andamento e que deveria ser executado hoje. Não temos informações de como seria feito, então é feita uma verificação geral, mas não há relato de túnel ou algo semelhante. Pode ser um plano de fuga com cumplicidade ou tomada de reféns “, explicou ela em entrevista coletiva.

Segundo Cecília, os presídios estão em alerta máximo depois de um motim que aconteceu na Penitenciária de Tacumbu em Assunção onde houve muita destruição e sete presos foram assassinados, sendo que quatro deles foram decapitados.

Ainda de acordo com informações da polícia paraguaia, recentemente a esposa do chefe de segurança da Penitenciária Regional Pedro Juan Caballero foi ameaçada na casa dela. Homens armados a bordo de uma motocicleta atiraram contra a residência onde estava a mulher.

As primeiras informações dão conta que foram localizadas, armas artesanais, bebidas, droga e celulares nas celas da penitenciária e até pés de maconha que estavam sendo cultivados em algumas das celas vistoriadas.

Jornal Midiamax