Polícia

Perito de MS lê carta e no mesmo dia ajuda mãe a encontrar filha desaparecida há 31 anos

Uma carta de desespero de uma mãe que procurava a filha há 31 anos depois de seu desaparecimento em meados de 1989 quando a menina tinha, apenas, 17 anos indo embora sem ao menos dizer adeus, fez com que um perito criminal de Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande, se compadecesse da dor […]

Thatiana Melo Publicado em 11/03/2021, às 08h27

None

Uma carta de desespero de uma mãe que procurava a filha há 31 anos depois de seu desaparecimento em meados de 1989 quando a menina tinha, apenas, 17 anos indo embora sem ao menos dizer adeus, fez com que um perito criminal de Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande, se compadecesse da dor daquela mulher inicia-se uma busca pela garota.

O perito tomava seu café manhã no início deste mês, mais precisamente no dia 2 de março, quando lia as notícias de um site paraguaio que chamou a sua atenção à carta publicada pela mãe, que contou em detalhes sobre o sumiço de sua filha, e que estava a procura dela todo este tempo.

Ao chegar ao trabalho, César Ortiz, resolveu entrar em ação e tentar ajudar a mulher que suplicava de informações sobre o paradeiro de sua filha. Ele, então, fez buscas no sistema integrado de identificação e começou a juntar as peças de um dominó, como relatou.

Após fazer conexões e ligações acabou por encontrar a filha desparecida. A menina que saiu de casa aos 17 anos, hoje já estava com uma vida construída no Brasil e também estava a procura e sua mãe. Ele, então, fez a intermediação entre mãe e filha que agora vão poder se reunir novamente depois de 31 anos de espera, em Campo Grande.

Jornal Midiamax