Polícia

Pecuarista usa madeira de desmatamento ilegal em mangueiro e leva multa de quase R$ 7 mil

Infrator responderá por crime ambiental

Fábio Oruê Publicado em 06/04/2021, às 18h39

Material não tinha origem especificada
Material não tinha origem especificada - Foto: PMA/ Divulgação

Um pecuarista de 74 anos foi multado em R$ 6,9 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental) por transportar e armazenar madeira sem autorização ambiental, em Corumbá, nesta terça-feira (6). 

Uma equipe da PMA de Rio Negro realizou fiscalização na parte alta do território de Corumbá e vistoriou a propriedade rural. Os policiais apreenderam 23 m³ de madeira sem origem, sendo 911 pranchas (madeira já moldada) e 153 toras, que estavam sendo utilizados em um mangueiro na fazenda.

O produto florestal estava sendo utilizado sem a autorização ambiental DOF (Documento de Origem Florestal) e, consequentemente, sem origem. O DOF é o documento ambiental para o transporte e armazenamento e uso de qualquer produto florestal, o que se caracteriza como crime ambiental. A PMA não conseguiu identificar de onde foi explorada a madeira.

O infrator, que mora em Campo Grande, foi autuado administrativamente em R$ 6,9 mil e responderá por crime ambiental. Se condenado poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax