Pecuarista é multado em R$ 31 mil por desmatamento ilegal em MS

A ( Ambiental) e autuou um pecuarista em R$ 31 mil por desmatamento ilegal de três áreas de vegetação nativa em sua propriedade em Coxim, cidade a 253 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a polícia, na propriedade, foram conferidas três áreas de desmatamentos ilegais pela neste sábado (13). A equipe vistoriou o local e verificou as áreas na propriedade que foram desmatadas há algum tempo e agora descobertas por técnica de sobreposição de imagem de satélites, para a qual não havia licença para a atividade.

Os Policiais mediram as áreas desmatadas sem a licença ambiental, com uso de GPS e fizeram a caracterização do uso do solo atual com utilização de . A vegetação foi desmatada ilegalmente entre o dia 17/7/2016 a 15/11/2017, conforme a análise multitemporal das imagens de satélites e perfez 30,77 hectares, em três pontos diferentes da propriedade, com 6,53, 10,5 e 13,74 hectares destruídos. No local já havia pastagem e criação de gado bovino. A madeira proveniente da vegetação desmatada já havia sido explorada e não estava mais no local.

O pecuarista de 60 anos, residente em Coxim, foi autuada administrativamente e recebeu multa administrativa de R$ 30.770,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. O autuado foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Pecuarista é multado em R$ 31 mil por desmatamento ilegal em MS
Mais notícias