Polícia

Pai flagra filho de 12 anos estuprando meia irmã de 3 em Campo Grande

Menino de 12 anos foi flagrado pelo pai no momento em que estuprava sua meia irmã, de 3 anos, por volta das 17h de sexta-feira (8), na casa da família, em Campo Grande. A mãe da vítima – e madrasta  do infrator, uma mulher de 26 anos relatou ao Jornal Midiamax que, após o esposo flagrar […]

Gabriel Maymone Publicado em 09/01/2021, às 21h27 - Atualizado em 10/01/2021, às 08h35

Menina foi estuprada pelo meio irmão e ato foi flagrado pelo pai. (Imagem: Ilustrativa)
Menina foi estuprada pelo meio irmão e ato foi flagrado pelo pai. (Imagem: Ilustrativa) - Menina foi estuprada pelo meio irmão e ato foi flagrado pelo pai. (Imagem: Ilustrativa)

Menino de 12 anos foi flagrado pelo pai no momento em que estuprava sua meia irmã, de 3 anos, por volta das 17h de sexta-feira (8), na casa da família, em Campo Grande.

A mãe da vítima – e madrasta  do infrator, uma mulher de 26 anos relatou ao Jornal Midiamax que, após o esposo flagrar o ato, levou a filha até uma unidade de saúde, onde a criança recebeu os primeiros atendimentos.

Em seguida, a polícia foi acionada e foi ao local registrar a ocorrência, porém, o menino continua  na casa da família. “Meu marido ficou em choque. Eu só quero Justiça. Minha filha não está nem podendo olhar na cara dele [do meio irmão]”, relatou.

A mulher disse, ainda, que ligou para o Conselho Tutelar, para ver se eles poderiam levar o infrator, mas foi informada que eles nada poderiam fazer. “Estão obrigando a gente a ficar com ele aqui, isso é injusto demais”, desabafou.

Ocorrência

O pai do menino e da menina  relatou à polícia que estava na sala assistindo TV com a esposa e  outros dois filhos – também menores de idade. Ele disse que a vítima estava no banheiro brincando com a água na banheira, quando  estranhou o silêncio da criança.

Então, decidiu ver o que estava acontecendo e ao entrar em seu quarto flagrou os dois sem roupa. Quando questionou o infrator sobre o que estava acontecendo, o menor disse que não havia feito nada de errado.

Porém, a criança contou para a mãe que havia sido retirada do banheiro pelo meio irmão, que a levou até a cama dos pais e a estuprou.

A mãe, imediatamente, a levou até uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário) da região , onde foi constatado o estupro na criança, que recebeu os primeiros atendimentos.

Jornal Midiamax