Polícia

Operação Big Fish termina com prisão de chefe de quadrilha e até carreta avaliada em R$ 400 mil

A Polícia Civil, por meio de ação conjunta do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Dourados e Defron (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira), e em apoio às delegacias de Jardim, Nioaque e Bonito, deflagram a Operação Big Fish, visando conter as ações de uma das maiores quadrilhas do Estado voltada à pratica de […]

Marcos Morandi Publicado em 25/02/2021, às 12h02

Carreta avaliada em R$ 400 mil também foi apreendida.(Foto: Divulgação)
Carreta avaliada em R$ 400 mil também foi apreendida.(Foto: Divulgação) - Carreta avaliada em R$ 400 mil também foi apreendida.(Foto: Divulgação)

A Polícia Civil, por meio de ação conjunta do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Dourados e Defron (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira), e em apoio às delegacias de Jardim, Nioaque e Bonito, deflagram a Operação Big Fish, visando conter as ações de uma das maiores quadrilhas do Estado voltada à pratica de furtos de caminhões, defensivos agrícolas, sementes, camionetes e máquinas agrícolas.

Segundo o delegado Rodolfo Daltro, responsável pelo SIG de Dourados, o nome da operação alusão ao sobrenome do chefe de uma das maiores quadrilhas do Estado, que é especializada em roubos à diversas propriedades rurais em Mato Grosso do Sul. O objetivo era cumprir três mandados de busca e apreensão e quatro de prisão preventiva.

Ainda segundo o delegado da SIG, os imóveis onde foram cumpridos os mandados são localizados na Aldeia Jaguapiru, em Dourados, local onde mora o chefe da quadrilha, que se apresenta como empresário.

No local, foram encontradas uma retroescavadeira furtada em Bonito, uma camionete de Bodoquena, além de um caminhão furtado em Dourados, que está avaliado em R$ 400 mil.

Além de responder por receptação, o “empresário” será autuado pela prática de crime ambiental, uma vez que as embalagens de agrotóxicos, inclusive com produto dentro, encontravam-se descartadas em locais inapropriados.

Jornal Midiamax