Polícia

Namorado preso após jovem morrer em troca de tiros em MS alega legítima defesa

Preso em 14 de fevereiro deste ano em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, Marcos Henrique Sanches Echeverria, de 22 anos, tentou liberdade provisória alegando legítima defesa. Ele está envolvido na troca de tiros que vitimou a namorada Pâmela Silveira Saturnino, de 17 anos, que estaria grávida. A defesa de Marcos pediu revogação da […]

Renata Portela Publicado em 05/03/2021, às 15h36

Jovem foi morta a tiro (Foto: Sidrolândia News)
Jovem foi morta a tiro (Foto: Sidrolândia News) - Jovem foi morta a tiro (Foto: Sidrolândia News)

Preso em 14 de fevereiro deste ano em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, Marcos Henrique Sanches Echeverria, de 22 anos, tentou liberdade provisória alegando legítima defesa. Ele está envolvido na troca de tiros que vitimou a namorada Pâmela Silveira Saturnino, de 17 anos, que estaria grávida.

A defesa de Marcos pediu revogação da prisão preventiva ou substituição por prisão domiciliar e a decisão foi publicada no Diário da Justiça desta sexta-feira (5). De acordo com o juiz Claudio Müller Pareja, a tese da defesa foi de que o acusado agiu em legítima defesa, porém ainda é prematura tal análise.

Ainda segundo o magistrado, o acusado já tem duas condenações e várias passagens por atos infracionais quando adolescente. O juiz indeferiu o pedido de revogação da prisão e também decidiu que não cabe substituição por prisão domiciliar.

Troca de tiros e homicídio

O crime teria ocorrido após discussão entre Emerson Rebello Ferreira, 23 anos, preso no dia 3 de março, e Marcos Henrique. Segundo a polícia, o crime aconteceu na madrugada do dia 14 de fevereiro, na frente de uma conveniência.

Os dois rapazes teriam discutido e trocado tiros, sendo que Marcos estava em um Gol, acompanhado da namorada, e Emerson estaria acompanhado de um adolescente de 17 anos, também suspeito de ter atirado.

Do tiroteio, todos ficaram feridos e Pâmela não resistiu. Marcos chegou a ficar internado na Santa Casa de Campo Grande, sob escolta policial, já detido em flagrante. Emerson foi preso após cumprimento de mandado. O adolescente de 17 anos chegou a assumir a autoria do assassinato da jovem, para tentar livrar Emerson, que no dia do crime foi apontado como vítima e liberado.

Jornal Midiamax