Polícia

Mulher que usava filha de 10 anos para furtar mercado terá de usar tornozeleira eletrônica

Comparsa está proibida de voltar ao mercado que tentou furtar

Thatiana Melo Publicado em 08/04/2021, às 12h07

None
(Ilustrativa)

A Justiça concedeu a liberdade provisória a mulher de 21 anos que tentou furtar um supermercado nesta quarta-feira (7), na Avenida Mascarenhas de Moraes, em Campo Grande junto de uma amiga que usava a filha de 10 anos para ‘disfarçar’ nos momentos dos furtos.

A mulher de 21 anos está proibida de voltar ao mercado que tentou furtar, já a mãe que usava a filha de 10 anos nos crimes terá de usar tornozeleira eletrêonica. As duas foram presas por um policial que tinha ido ao mercado pagar uma conta.

O policial flagrou quando a mulher de 28 anos agredia um funcionário do supermercado no estacionamento por volta das 15h50 desta quinta (8), quando parou para perguntar o que estava acontecendo e o homem disse que a autora estava tentando sair do local sem pagar a conta, um total de R$ 4 mil 361 em produtos.

A mulher acabou confessando o crime e disse que tinha ido até o mercado com sua amiga de 21 aos e havia levado a sua filha de 10 anos para disfarçar. A criança acabou fugindo em um carro de uma comparsa que estava no estacionamento à espera das duas mulheres.

No carrinho estavam produtos de limpeza, cosméticos e gêneros alimentícios. Uma das presas disse que estava desemprega e passando por dificuldades financeiras, apenas, fazendo bicos para sobreviver sendo convidada pela autora para cometer os furtos.

Jornal Midiamax