Polícia

Mulher é espancada e mantida em cárcere pelo marido, mas consegue fugir ao pular o muro em MS

Uma mulher de 32 anos conseguiu escapar do cárcere pelo marido na noite deste sábado (27), durante negociações entre o autor e a Polícia Militar na cidade de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. Após uma discussão, a vítima foi espancada e impedida de sair de casa. Um vizinho que ouviu os gritos de […]

Dayene Paz Publicado em 28/03/2021, às 09h58

(Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

Uma mulher de 32 anos conseguiu escapar do cárcere pelo marido na noite deste sábado (27), durante negociações entre o autor e a Polícia Militar na cidade de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. Após uma discussão, a vítima foi espancada e impedida de sair de casa. Um vizinho que ouviu os gritos de socorro acionou a polícia. O autor conseguiu fugir.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a vítima contou que o casal passou o dia em uma chácara para comemorar seu aniversário, onde ingeriram bebidas alcoólicas. Ao retornarem para casa, na região central da cidade, houve discussão e então a vítima foi agredida. Um vizinho ouviu barulho de tapas, batidas na parede e gritos de socorro, então, foi até a casa. Ele constatou que a mulher estava machucada e chorando, porém, foi ameaçado com uma faca pelo autor.

O vizinho acionou a polícia em seguida. Já no local, a PM chamou pela mulher, que chorando respondeu que não poderia sair da casa. Os policiais pediram para o autor abrir o portão, mas ele se negou, dizendo que estava em seu direito e continuou fazendo ameaças de morte contra o vizinho.

Após alguns minutos de tentativa, vendo a resistência do autor, foi acionado apoio da Força Tática e de Ladário. No momento em que as duas guarnições de apoio chegaram, enquanto os militares tentavam fazer com que o acusado abrisse o portão, a vítima conseguiu pular o muro para a casa do vizinho. A mulher foi socorrida pelos militares.

Em seguida, foi necessário o uso de alicate de pressão para cortar o cadeado da casa, momento em que o acusado correu para os fundos da residência e fugiu pulando muros. A polícia chegou a realizar disparos de elastômetro. Foi apreendida a faca utilizada para ameaçar o vizinho. O objeto tinha cabo de madeira medindo aproximadamente 40 centímetros de lâmina, com inscrições fazendo alusão ao curso Pantanal do Exército Brasileiro.

Jornal Midiamax