Polícia

Homem mutila cão com facão para fazer animal parar de latir

A Polícia Civil de Chapadão do Sul, a 330 quilômetros de Campo Grande, resgatou na tarde desta quarta-feira (20) um cachorro de comportamento dócil que foi vítima de maus-tratos. O animal é dócil e foi agredido pelo responsável com um facão, sendo mutilado, apenas para que parasse de latir. O autor vai responder criminalmente. Conforme […]

Renan Nucci Publicado em 20/01/2021, às 18h33 - Atualizado às 18h56

Animal estava com ferimentos abertos. Foto: Divulgação
Animal estava com ferimentos abertos. Foto: Divulgação - Animal estava com ferimentos abertos. Foto: Divulgação
Homem mutila cão com facão para fazer animal parar de latir
Focinho do cachorro ficou mutilado. Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Chapadão do Sul, a 330 quilômetros de Campo Grande, resgatou na tarde desta quarta-feira (20) um cachorro de comportamento dócil que foi vítima de maus-tratos. O animal é dócil e foi agredido pelo responsável com um facão, sendo mutilado, apenas para que parasse de latir. O autor vai responder criminalmente.

Conforme o delegado Felipe Potter, após denúncia, investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) foram até uma propriedade rural que fica a cerca de 40 quilômetros da cidade, a fim de averiguar o ocorrido. Lá, se depararam com o cão com cortes profundos, principalmente no focinho.

O animal estava amarrado sob uma árvore com os ferimentos ainda abertos. Identificado, o responsável disse que na noite de sábado se embriagou e agrediu o animal com golpes de facão por conta dos latidos. Segundo testemunhas, os ataques só pararam por intervenção do irmão do agressor.

O homem só não foi preso pois já havia passado o lapso temporal que permitiria a caracterização do flagrante. “Mesmo assim foi qualificado e irá ser indiciado pelo crime qualificado de maus-tratos contra animais, art. 32 da lei 9.605, o qual tem pena de até 5 anos de prisão. O animal, extremamente dócil, foi resgatado pelos investigadores e transportado na viatura policial até a cidade onde foi internado em clínica veterinária”, disse o delegado em nota à imprensa.

Jornal Midiamax