Polícia

Guarda e Semadur fazem ‘batida’ por causa de aglomeração em bar de Campo Grande

Foto do interior de um bar na Avenida Antônio Maria Coelho em Campo Grande mostra aglomeração de pessoas sem máscaras, na noite deste domingo (28). “Uma vergonha, porque ninguém nos dias de hoje é leigo à essa doença, mas o que se nota que pau que dá em Chico não dá em Francisco, devido a […]

Diego Alves Publicado em 28/02/2021, às 21h34 - Atualizado em 01/03/2021, às 10h03

Bar com aglomeração em Campo Grande (Via WhatsApp)
Bar com aglomeração em Campo Grande (Via WhatsApp) - Bar com aglomeração em Campo Grande (Via WhatsApp)

Foto do interior de um bar na Avenida Antônio Maria Coelho em Campo Grande mostra aglomeração de pessoas sem máscaras, na noite deste domingo (28). “Uma vergonha, porque ninguém nos dias de hoje é leigo à essa doença, mas o que se nota que pau que dá em Chico não dá em Francisco, devido a classe social e digo mais, as classes elitizadas da cidade sempre fazem e fizeram esse tipo de coisa”, diz um leitor que enviou a imagem e prefere não se identificar.

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) e Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) foram ao local e fizeram orientações a respeito do cumprimento de regras de biossegurança, como distanciamento social, contra a covid-19. O local só poderá continuar aberto até às 23 horas, devido ao toque de recolher.

Neste domingo (28), a polícia acabou com uma rave clandestina com aproximadamente 500 pessoas e 11 DJs em uma chácara localizada no cruzamento entre a Avenida Tamandaré com a rua Cochabamba.

Conforme denúncias pelo 153, o evento começou às 00h00 de sábado (27). Segundo a Guarda, cinco pessoas foram conduzidas para a delegacia: o organizador da festa, o dono da chácara, o responsável pela aparelhagem de som, o responsável pelo bar; e um homem com porções de ecstasy, maconha e cocaína.

Até este sábado (27), 1.461 pessoas morreram devido ao coronavírus em Campo Grande, desde o início da pandemia. Em todo o país, a média móvel de mortes por covid-19 bateu recorde neste domingo (28) com 1.208 mortes.

Jornal Midiamax