Polícia

Fazendeiro é multado em R$ 19 mil por pulverizar agrotóxico em pastagem danificando 63 árvores nativas

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um proprietário rural paulista em R$ 19 mil por pulverizar agrotóxico em pastagem danificando 63 árvores nativas em sua propriedade em Coxim, cidade a 253 quilômetros de Campo Grande. A polícia ambiental recebeu denúncias, dizendo sobre árvores nativas de grande porte danificadas possivelmente por agrotóxicos e autuou um proprietário […]

Diego Alves Publicado em 03/02/2021, às 19h34

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um proprietário rural paulista em R$ 19 mil por pulverizar agrotóxico em pastagem danificando 63 árvores nativas em sua propriedade em Coxim, cidade a 253 quilômetros de Campo Grande.

A polícia ambiental recebeu denúncias, dizendo sobre árvores nativas de grande porte danificadas possivelmente por agrotóxicos e autuou um proprietário rural paulista por danos a 63 árvores nativas, em sua fazenda, localizada no município, a 20 km da cidade, nesta quarta-feira (03).

De acordo com a polícia, após denúncia, a PMA esteve na propriedade e verificou as árvores de grande porte das espécies Faveiro, Piúva, Baru, Sucupira, que estavam com as folhas das copas secando e, entre elas, algumas que já haviam perdido toda a folhagem, depois de pulverização de agrotóxicos.

A equipe contatou o proprietário, residente em Araçatuba (SP), o qual afirmou que havia realizado pulverização da aérea com herbicida, conforme o receituário, para controle apenas de erva daninha e não sabia determinar o que teria acontecido. A PMA confeccionou um auto de infração administrativo contra o infrator e arbitrou multa de R$ 18.900,00 e foi notificado a contratar um técnico para análise e possível recuperação das árvores.

Jornal Midiamax