Polícia

Executado no Tijuca era ladrão que se arrependeu de furto e comprou TV nova para vítima

Foi identificado como Luiz Felipe da Silva, de 22 anos, o rapaz assassinado a tiros em casa, na Rua Antônio Meirelles Assunção, no Tijuca, na tarde desta quarta-feira (31). Luiz tinha passagem por furto e, em uma das ocasiões, no início do mês, chegou a se arrepender e comprou uma televisão nova para a vítima. […]

Renata Portela Publicado em 31/03/2021, às 15h10 - Atualizado às 15h57

Luiz foi executado a tiros (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Luiz foi executado a tiros (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Luiz foi executado a tiros (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Foi identificado como Luiz Felipe da Silva, de 22 anos, o rapaz assassinado a tiros em casa, na Rua Antônio Meirelles Assunção, no Tijuca, na tarde desta quarta-feira (31). Luiz tinha passagem por furto e, em uma das ocasiões, no início do mês, chegou a se arrepender e comprou uma televisão nova para a vítima.

Executado no Tijuca era ladrão que se arrependeu de furto e comprou TV nova para vítima
Televisão comprada por Luiz (Divulgação)

Segundo a polícia, foi Luiz quem cometeu furtos em fevereiro no Ramez Tebet e Nova Lima. Após ser identificado pelas equipes da 6ª Delegacia de Polícia Civil, ele se arrependeu e comprou uma televisão novapara uma das vítimas, avaliada em R$ 2 mil, parcelada em 10 vezes. Ele chegou a se apresentar na delegacia no dia 5 de março.

Execução

Conforme o delegado Mikaill Faria, da 6ª Delegacia, testemunhas relataram que os autores seriam três ou quatro homens, que teriam chegado ao local em um Uno cinza ou azul. Luiz estaria sozinho na casa e foi surpreendido na varanda, mas os suspeitos não chegaram a entrar.

Executado no Tijuca era ladrão que se arrependeu de furto e comprou TV nova para vítima
(Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Como a casa não tem muros, apenas uma cerca baixa, os suspeitos teriam se aproximado pela frente e começado a atirar. Assim, rodearam a residência, que fica em uma esquina, até chegarem bem perto da vítima. A princípio pela contagem das capsulas deflagradas no local, de calibre .380, foram pelo menos 16 disparos feitos.

Luiz Felipe morreu na hora e vizinhos relataram que ele era conhecido na região desde menino. Madrasta contou que a mãe do rapaz mora no interior e está a caminho de Campo Grande. Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar com Batalhão de Choque, Polícia Civil e Perícia estiveram no local.

Jornal Midiamax