Polícia

Empresa paraguaia enviava cocaína à Europa dentro de contêineres desde maio

A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai,  e o Ministério Público, juntamente com agências internacionais de segurança, realizaram na quarta-feira (25) a Operação Atlântico Norte, contra uma empresa suspeita de enviar cocaína para a Europa em navios. Os principais destinos da droga eram Alemanha e Bélgica. Foram realizadas quatro buscas em depósitos da empresa que […]

Renan Nucci Publicado em 25/02/2021, às 17h22 - Atualizado às 17h45

Agentes da Senad durante fiscalização em depósito. Foto: Senad
Agentes da Senad durante fiscalização em depósito. Foto: Senad - Agentes da Senad durante fiscalização em depósito. Foto: Senad

A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai,  e o Ministério Público, juntamente com agências internacionais de segurança, realizaram na quarta-feira (25) a Operação Atlântico Norte, contra uma empresa suspeita de enviar cocaína para a Europa em navios. Os principais destinos da droga eram Alemanha e Bélgica.

Foram realizadas quatro buscas em depósitos da empresa que vem sendo investigada por prover, supostamente, suporte logístico ao tráfico de drogas, por meio de contêineres. A empresa foi identificada como Pinturas Tupã e desde maio do ano passado tem despachado vários carregamentos ao velho continente, boa parte deles com droga.

Na ação, as equipes chegaram a localizar produtos usados no refino da droga. Ainda não há informações sobre presos. As investigações continuam, tendo em vista que além dos destinatários, também são procurados os responsáveis pelo envio e recebimento da droga. Outras empresas que enviavam produtos nos mesmo contêineres também serão investigadas.

Jornal Midiamax