Polícia

Economista é multado em R$ 6,3 mil por carga de madeira ilegal

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou em R$ 6,3 mil um economista campo-grandense dono de carga de madeira ilegal apreendida pela PRF (Polícia Rodoviária Federal). Policiais ambientais de Aquidauana foram acionados pela PRF às 17h, para proceder a autuação administrativa (multa ambiental), ao proprietário de uma carga de madeira transportada ilegalmente em um caminhão Mercede...

Diego Alves Publicado em 23/02/2021, às 22h13

PMA
PMA - PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou em R$ 6,3 mil um economista campo-grandense dono de carga de madeira ilegal apreendida pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Policiais ambientais de Aquidauana foram acionados pela PRF às 17h, para proceder a autuação administrativa (multa ambiental), ao proprietário de uma carga de madeira transportada ilegalmente em um caminhão Mercedes Benz, e que foi apreendida.

Segundo a PMA, o veículo deslocava-se de uma fazenda do município de Corumbá, para Campo Grande, quando foi abordado pela PRF, no km 482 da BR 262, no município de Anastácio. O caminhão transportava a madeira nativa serrada sem o Documento de Origem Florestal (DOF), que é o documento ambiental para o transporte, comércio, industrialização e armazenamento de qualquer produto florestal, o que se caracteriza como crime ambiental.

Os policiais ambientais efetuaram a cubagem da madeira que perfez 21 m³ e autuaram administrativamente o proprietário da carga (50), aplicando-lhe multa de R$ 6.300,00. Ele também responderá por crime ambiental. A pena para este crime é de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax