Polícia

Droga apreendida na fronteira somou 2 toneladas que viriam para o Brasil via MS

Os carregamentos de maconha apreendidos pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, no início da noite desta sexta-feira (26), em Pedro Juan Caballero, somaram duas toneladas. A droga viria para o Brasil via Mato Grosso do Sul, pelo município de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, localizado na linha internacional. Conforme já noticiado, […]

Renan Nucci Publicado em 27/03/2021, às 06h36 - Atualizado às 10h24

Policial vistoria uma das caminhonetes apreendidas com drogas.(Foto: Senad)
Policial vistoria uma das caminhonetes apreendidas com drogas.(Foto: Senad) - Policial vistoria uma das caminhonetes apreendidas com drogas.(Foto: Senad)

Os carregamentos de maconha apreendidos pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, no início da noite desta sexta-feira (26), em Pedro Juan Caballero, somaram duas toneladas. A droga viria para o Brasil via Mato Grosso do Sul, pelo município de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, localizado na linha internacional.

Conforme já noticiado, o entorpecente estava separado em duas caminhonetes, embalado e pronto para despacho. O flagrante ocorreu em uma residência localizada a partir de denúncias apontando que o local funcionava como entreposto do tráfico de drogas, operado por brasileiros e paraguaios envolvidos com o crime organizado daquela região.

No entanto, apesar da significativa apreensão, nenhum suspeito foi encontrado. Nesta semana, a Senad, com apoio da Polícia Federal do Brasil, realizou mais uma ação da Operação Nova Aliança. O trabalho resultou na destruição de aproximadamente mil toneladas da droga, causando o total de quase R$ 200 milhões em prejuízo ao narcotráfico.

Jornal Midiamax