Polícia

Delegacia inicia remoção de 274 para leilão de veículos apreendidos com o tráfico

Nesta quinta-feira (11), a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) iniciou a remoção de 274 veículos que estavam acumulados no pátio da unidade no bairro Tiradentes, em Campo Grande. Os automóveis, apreendidos com traficantes, serão encaminhados para leilão a ser realizado pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). 40% do valor arrecadado volta para a segu...

Renan Nucci Publicado em 11/03/2021, às 14h02

Veículos sendo removidos da Denar. Foto: Assessoria PCMS
Veículos sendo removidos da Denar. Foto: Assessoria PCMS - Veículos sendo removidos da Denar. Foto: Assessoria PCMS

Nesta quinta-feira (11), a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) iniciou a remoção de 274 veículos que estavam acumulados no pátio da unidade no bairro Tiradentes, em Campo Grande. Os automóveis, apreendidos com traficantes, serão encaminhados para leilão a ser realizado pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). 40% do valor arrecadado volta para a segurança pública.

Na terça-feira (09), a Corregedoria-Geral de Justiça havia autorizado a remoção de 849 veículos que estavam não só na Denar, mas também em delegacias de Dourados, Amambai, Três Lagoas, Água Clara e Ponta Porã. A medida foi adotada após visita da Senad a Mato Grosso do Sul, em buscas de facilitar a negociação dos bens, como forma de diminuir a depreciação e evitar riscos à saúde, pois os carros parados, expostos à chuva e ao tempo, servem como foco de proliferação de insetos transmissores de doenças.

Segundo a Polícia Civil, a Denar já vinha fazendo o cadastramento dos veículos junto ao projeto “Chek-in”, do Ministério da Justiça. O delegado titular da unidade, Gustavo Ferraris, explicou que, em virtude dos veículos serem todos relativamente novos, a alienação foi a algumas leiloeiras. “A liberação foi realizada na tarde de ontem (10), por meio de uma lista que a Denar passou ao TJMS, e hoje pela manhã teve início a remoção. “São aproximadamente 274 veículos entre automóveis, motocicletas, caminhões e ônibus”, destaca o delegado.

Projeto Check-in

O Projeto Check in consiste no cadastramento dos bens apreendidos em razão da prática do crime de tráfico de drogas e que se encontram em depósitos e pátios espalhados por todo o país, a ser realizado com a participação dos órgãos de segurança pública. O projeto permitirá conferir maior agilidade na venda desses bens por meio de leilões, transformando-os em recursos para aplicação em políticas públicas sobre drogas.

Jornal Midiamax