Polícia

Crime passional seria uma das linhas de investigação para morto com tiro na cabeça em terreno baldio

A morte de Flávio Henrique dos Santos de 32 anos, que foi encontrado em um terreno baldio com um tiro na cabeça, na noite desta quinta-feira (25), em Itaquiraí a 403 quilômetros de Campo Grande pode ter sido motivada por crime passional, segundo om delegado Eduardo de Lucena que está com o caso. De acordo com o […]

Thatiana Melo Publicado em 26/02/2021, às 10h57

(Foto: Tá Na Mídia Naviraí)
(Foto: Tá Na Mídia Naviraí) - (Foto: Tá Na Mídia Naviraí)

A morte de Flávio Henrique dos Santos de 32 anos, que foi encontrado em um terreno baldio com um tiro na cabeça, na noite desta quinta-feira (25), em Itaquiraí a 403 quilômetros de Campo Grande pode ter sido motivada por crime passional, segundo om delegado Eduardo de Lucena que está com o caso.

De acordo com o delegado, o suspeito já foi identificado e deve se apresentar nos próximos dias depois de um acordo feito com o advogado do suspeito, e caso ele não se apresente Lucena deve pedir pela prisão do autor. O delegado não quis entrar em detalhes para não atrapalhar o restante da investigação.

A família de Flávio ainda será ouvida na delegacia para se esclarecer se a vítima estava recebendo ameaças de alguém. Ainda segundo Lucena, a dinâmica dos fatos deve ser investigada, já que a vítima foi morta com um tiro na nuca, o que indicaria execução.

O delegado ainda disse que na região não haviam câmeras de segurança. O crime aconteceu por volta das 19h45 da noite desta quinta (25), quando populares encontraram o corpo de Flavio em um terreno baldio no cruzamento das ruas Carmen Barbosa Puppo com Getúlio Vargas. Quando os policiais chegaram encontraram a vítima .com um ferimento de bala, na região da nuca. Nada foi encontrado nos bolsos da vítima.

Jornal Midiamax