Corpo sem cabeça: rapaz teria sido assassinado por ciúmes do atual da ex-mulher

Cabeça ainda não foi encontrada

O assassinato de Sérgio Gimenez de 27 anos e que teve o corpo encontrado neste domingo (21) em uma trilha, na cidade de Tacuru a 416 quilômetros de Campo Grande teria sido cometido pelo atual de sua ex-mulher, segundo o delegado que cuida do caso Edgar Punsky. O corpo foi localizado sem a cabeça, que ainda não foi encontrada.

De acordo com o delegado, o principal suspeito é o atual marido da ex-mulher de Sérgio. O suspeito está . No sábado (20) ele teria fugido e não sendo encontrado mais. Edgar disse ao Jornal Midiamax, que a vítima sempre ia a casa da ex-mulher para visitar a filha em comum dos dois, e o atual não gostava desse relacionamento harmonioso.

A mãe de Sérgio que fez o reconhecimento do corpo, através, da tatuagem também disse ao delegado acreditar que o atual da ex-nora teria cometido o crime por ciúmes. O suspeito está sendo procurado pela polícia. Já sobre a cabeça que não foi encontrada, o delegado disse acreditar que algum animal tenha levado devido ao tempo em que a vítima estava no local, pelo menos cinco dias.

Sérgio Gimenez de 27 anos foi localizado depois que um rapaz que estava tomando banho de rio no domingo (21) sentiu um mau-cheiro e ao ver de onde vinha encontrou o corpo sem cabeça. A polícia foi chamada para o local. Um machado foi encontrado perto do corpo e segundo informações usado no assassinato. O objeto foi apreendido para passar por perícia.

Corpo sem cabeça: rapaz teria sido assassinado por ciúmes do atual da ex-mulher
Mais notícias