Polícia

Aos 98 anos, ex-combatente da FEB que lutou na 2ª Guerra morre em Campo Grande

Antônio Fermiano faleceu de causas naturais, não associadas à Covid-19

Danielle Errobidarte Publicado em 06/04/2021, às 13h26

Antônio Fermiano combateu na Itália durante a 2ª Guerra.
Antônio Fermiano combateu na Itália durante a 2ª Guerra. - (Foto: Reprodução/ Botucatu Notícias)

Morreu no início da manhã desta terça-feira (6) o ex-combatente da Feb (Força Expedicionária Brasileira) Antônio Fermiano, aos 98 anos. Ele lutou na 2ª Guerra Mundial e ingressou no Corpo de Bombeiros de São Paulo ao retornar para o Brasil, onde era considerado até hoje o bombeiro mais idoso da corporação.

Dos mais de mil ‘pracinhas’ – nome dado aos combatentes que foram enviados do Brasil para a 2ª Guerra –, restam hoje apenas quatro, sendo um na Capital. Antônio Fermiano embarcou para a Itália em 1944 e participou do combate de Monte Castelo e tomada de Montese. Nesta última, chegou a ser ferido e recebeu a Medalha de Sangue do Brasil.

Conforme nota divulgada pela Anvfeb (Associação Nacional de Veteranos da Força Aérea Brasileira), Fermiano dizia “tenho muito orgulho de ter servido ao Brasil durante a guerra. Os maiores legados do nosso sacrifício foram a Liberdade e a Igualdade”.

Nascido em Botucatu-SP em 1922, Antônio Fermiando deixa viúva, oito filhos, oito netos e três bisnetos. O corpo será velado nesta terça-feira (6) no Cemitério Jardim das Palmeiras, localizado na Avenida Tamandaré nº 6934, das 14h30 às 16h, com sepultamento previsto para as 16h30, conforme protocolo de segurança contra Covid-19.

Jornal Midiamax