Polícia

Alvo de atentado, intendente de cidade paraguaia na fronteira não corre risco de morte

Intendente de Bella Vista Norte, Mirkha Argüello Rojas levou dois tiros e foi atendida na sul-mato-grossense Bela Vista após o atentado.

Jones Mário Publicado em 28/02/2021, às 12h13

Mirkha Argüello Rojas, intendente de Bella Vista Norte (Foto: ABC Color)
Mirkha Argüello Rojas, intendente de Bella Vista Norte (Foto: ABC Color) - Mirkha Argüello Rojas, intendente de Bella Vista Norte (Foto: ABC Color)

Alvo de atentado a tiros na noite de ontem (27), a intendente de Bella Vista Norte, Mirkha Angélica Argüello Rojas, não corre risco de morte. Ela foi atingida por dois disparos. 

Segundo noticiou o site paraguaio ABC, Mirkha recebeu primeiros socorros em Bela Vista, cidade-gêmea sul-mato-grossense. Depois, foi levada para um hospital de Pedro Juan Caballero, vizinha da também sul-mato-grossense Ponta Porã.

A intendente – espécie de prefeita – contou à polícia que vinha recebendo ameaças e deu informações sobre possíveis autores do ataque, que ela acredita ter motivações políticas. Isto porque Mirkha resolveu se candidatar à reeleição em Bella Vista Norte. A intendente alvo do atentado é do Partido Colorado, de tendência conservadora.

Segundo relatos, Mirkha estava sentada na varanda da casa de um amigo quando duas pessoas em uma motocicleta se aproximaram e atiraram. Ela acabou atingida na nádega e no quadril.

Durante buscas, os policiais encontraram uma motocicleta Kenton incinerada às margens do Rio Apa. A suspeita é de que o veículo foi usado na tentativa de execução da intendente. 

A moto tinha números de chassi e motor raspados. A polícia paraguaia disse ao ABC que tentará obter as sequências por meio de processo químico.

Jornal Midiamax