Polícia

Agente penitenciária de MS é encontrada morta em quarto de hotel

Na noite de segunda-feira (8), Mônica Hainoski de Souza, de 38 anos, foi encontrada morta em um hotel de Naviraí, a 359 quilômetros de Campo Grande. Ela era agente penitenciária da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), lotada no Presídio de Segurança Máxima daquele município. A princípio, Mônica deu entrada no hotel no […]

Renata Portela Publicado em 09/03/2021, às 15h55

Mônica Hainoski de Souza (Foto: Agepen)
Mônica Hainoski de Souza (Foto: Agepen) - Mônica Hainoski de Souza (Foto: Agepen)

Na noite de segunda-feira (8), Mônica Hainoski de Souza, de 38 anos, foi encontrada morta em um hotel de Naviraí, a 359 quilômetros de Campo Grande. Ela era agente penitenciária da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), lotada no Presídio de Segurança Máxima daquele município.

A princípio, Mônica deu entrada no hotel no início da noite e por volta das 22 horas uma funcionária ouviu o disparo de arma de fogo. Polícia Militar foi acionada e encontrou a vítima caída no chão, com ferimento na cabeça. No quarto ainda foi apreendida a pistola Taurus, calibre 9mm.

Segundo o site Tá Na Mídia Naviraí, o caso é tratado como suicídio. Mônica chegou a publicar uma mensagem de despedida em uma rede social. Em nota, a Agepen comunicou que a agente integrava o quadro de servidores desde outubro de 2019 e que o velório ocorre em Amambai, onde vive a família de Mônica.

Precisa de ajuda?

O CVV (Centro de Valorização da Vida) fornece apoio emocional e prevenção do suicídio, o atendimento é voluntário e gratuito à todas as pessoas que precisam conversar, a ajuda é fornecida com total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Telefone – Ligue 188 (ligação gratuita)

Chat – Através do link https://www.cvv.org.br/chat/

E-mail – Através do site https://www.cvv.org.br/e-mail/

Jornal Midiamax