Polícia

Advogado preso entregando cocaína em presídio tem liberdade concedida pela Justiça

Foi concedida a liberdade provisória do advogado de 44 anos preso na tarde desta quarta-feira (10), em Campo Grande quando tentava entrar no Presídio Feminino Irmã Irma Zorzi com trouxinhas de maconha e cocaína para clientes reclusas na penitenciária. Em depoimento, ele disse que não sabia que haviam drogas nas embalagens de desodorantes. Na audiência […]

Thatiana Melo Publicado em 11/03/2021, às 11h23 - Atualizado às 11h34

None

Foi concedida a liberdade provisória do advogado de 44 anos preso na tarde desta quarta-feira (10), em Campo Grande quando tentava entrar no Presídio Feminino Irmã Irma Zorzi com trouxinhas de maconha e cocaína para clientes reclusas na penitenciária. Em depoimento, ele disse que não sabia que haviam drogas nas embalagens de desodorantes.

Na audiência de custódia, foi concedida ao advogado a liberdade provisória com medidas que são de não ter acesso e frequência a estabelecimentos penais e também terá de fazer o recolhimento noturno. Não houve imposição de pagamento de fiança.

Em depoimento quando foi preso, o advogado disse que recebeu os três fracos de desodorante para entregar as clientes em frente ao presídio de uma parente de uma das detentas, mas que geralmente faz as compras dos produtos para que não seja surpreendido com produtos ilícitos escondidos nos objetos.

Mas, que antes de entrar com colchões, ventiladores ainda checou as embalagens de desodorantes e em uma verificação rápida não viu nada que pudesse indicar que dentro das embalagens estavam escondidas trouxinhas de cocaína e de maconha.

As drogas foram encontradas quando a agentes penitenciárias revistaram os tubos de desodorante encontrando um fundo falso.

Jornal Midiamax