Polícia

Acusado de furtar pelo menos 7 comércios e dar prejuízos de R$ 60 mil no Caiobá é preso

Após investigações, Polícia Civil através da 6ª Delegacia de Campo Grande prendeu rapaz de 19 anos, acusado de furtar pelo menos 7 estabelecimentos comerciais no Caiobá. Ele deu prejuízo de pelo menos R$ 60 mil e confessou todos os crimes. De acordo com a polícia, entre os comércios furtados estão uma loja de pneus, de […]

Renata Portela Publicado em 24/02/2021, às 14h44

Suspeito foi detido e outros já foram identificados (Divulgação, PCMS)
Suspeito foi detido e outros já foram identificados (Divulgação, PCMS) - Suspeito foi detido e outros já foram identificados (Divulgação, PCMS)

Após investigações, Polícia Civil através da 6ª Delegacia de Campo Grande prendeu rapaz de 19 anos, acusado de furtar pelo menos 7 estabelecimentos comerciais no Caiobá. Ele deu prejuízo de pelo menos R$ 60 mil e confessou todos os crimes.

De acordo com a polícia, entre os comércios furtados estão uma loja de pneus, de onde o acusado levou 60 pneus, também uma loja de roupas, onde ele furtou 400 peças de roupas, 20 relógios e 80 pares de tênis e um supermercado, onde foram furtados 311 Kg de carne bovina, 55 latas de cerveja e R$ 3.400,00.

O rapaz ainda confessou que furtou uma loja de variedades, de onde levou 305 peças de roupas e R$ 300,00 em dinheiro e também uma tabacaria, onde furtou 1 notebook, 200 narguilés, 300 piteiras, 80 acendedores elétricos e 1000 essenciais de narguilé. Com isso, os prejuízos causados às vítimas passam de R$ 60 mil.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Mikaill Faria, o suspeito cometeu os crimes na companhia de comparsas, sempre se aproveitando de alguma vulnerabilidade nos estabelecimentos comerciais. “Os autores invadiam os comércios geralmente na madrugada, arrombando portões, quebrando vidros ou até mesmo entrando pelo teto, subtraiam os produtos de interesse e saiam correndo, contando sempre com outros comparsas dando apoio”, explicou o delegado.

O jovem, que já tinha passagens policiais por roubo, furto, receptação, desacato e adulteração de sinal identificador, foi preso preventivamente. As equipes de investigação da 6ª DP ainda trabalham para responsabilizar os outros membros da associação criminosa. Assim, já foram identificados pelo menos outros dois membros, que estão foragidos.

Ainda conforme o delegado, os objetos das vítimas estão sendo devolvidos conforme são recuperados. “As investigações continuam e caso alguém tenha alguma informação sobre os locais onde os objetos furtados possam estar ou sobre os receptadores, basta entrar em contato com o nosso disk denúncia, pelo WhatsApp da 6ª Delegacia de Polícia, (67) 99985-1402, sendo que a identidade do denunciante será mantida sob sigilo absoluto”, finalizou.

Jornal Midiamax