Acusado de executar policial na fronteira de MS em suposta retaliação do PCC é preso

Ele foi detido em Pedro Juan Caballero

Na noite de sábado (23), Hugo César Lazarte Arguello foi preso em , acusado do assassinato do policial Fredy César Dias, ocorrido em 13 de janeiro. Após a execução, foi levantada hipótese de retaliação pelo (Primeiro Comando da Capital).

Apesar da suspeita de retaliação pela facção criminosa, Hugo César também é apontado como mentor do resgate de Jorge Samudio, o Samurai, liderança do . O caso aconteceu em setembro de 2019, com auxílio de agentes penitenciários.

Hugo foi preso e levado para a base de investigações em sob forte esquema de segurança. Ele deve ser transferido para Assunção, conforme noticiou o site ABC Color.

Morte de policial

Fredy estava a caminho da delegacia no dia 13, quando foi alvo do ataque. O atentado aconteceu por volta das 7 horas, quando Fredy dirigia um veículo apreendido até a unidade policial. Ele foi surpreendido por pistoleiros, que fizeram vários disparos.

O chefe de investigações de Amambay, Rúben Paredes, chegou a dizer que não descartava uma retaliação do , após a prisão e expulsão do chefe Giovani Barbosa da Silva, o ‘Bonitão’.

Acusado de executar policial na fronteira de MS em suposta retaliação do PCC é preso
Mais notícias