Polícia

16 câmeras monitoram presídio feminino 24 horas por dia em MS

O Estabelecimento Penal Feminino Carlos Alberto Jonas Giordano, localizado em Corumbá, a 425 quilômetros de Campo Grande, recebeu a instalação de 16 câmeras de segurança. Os equipamentos vão garantir vigilância 24 horas por dia, possibilitando armazenamento das filmagens por até 12 dias. Os dispositivos são ferramentas importantes para os servidores, já que será possível adotar […]

Renan Nucci Publicado em 10/03/2021, às 15h42

Agente observa sistema de câmeras de monitoramento. Foto: Divulgação
Agente observa sistema de câmeras de monitoramento. Foto: Divulgação - Agente observa sistema de câmeras de monitoramento. Foto: Divulgação

O Estabelecimento Penal Feminino Carlos Alberto Jonas Giordano, localizado em Corumbá, a 425 quilômetros de Campo Grande, recebeu a instalação de 16 câmeras de segurança. Os equipamentos vão garantir vigilância 24 horas por dia, possibilitando armazenamento das filmagens por até 12 dias.

Os dispositivos são ferramentas importantes para os servidores, já que será possível adotar resposta imediata em caso de transgressões.  “O videomonitoramento, por exemplo, torna mais rápida qualquer ação necessária, tanto para contenção de possíveis tentativas de fuga, quanto para repressão de ataques externos, ou mesmo para interceptar arremessos de ilícitos”, disse Aud de Oliveira Chaves, diretor da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).

A diretora do presídio, Elizandra Assis da Silva, disse que o local já contava com câmeras e algumas novas foram instaladas. Para ela, o sistema de vídeo proporciona maior controle da movimentação no presídio e foi adquirido com recursos próprios da unidade prisional. “[…] esse sistema tem garantido um monitoramento mais efetivo tanto da área interna quanto da área externa”, finalizou.

Jornal Midiamax