Vizinha procura delegacia após ser chamada de “preta macaca”

O filho da vítima também foi chamado de macaco

Uma mulher de 21 anos procurou a delegacia para denunciar um caso de racismo nessa sexta-feira (3), no Bairro Popular Velha, em Corumbá, cidade distante 428 quilômetros de Campo Grande. Ela foi chamada de “preta macaca” pela autora.

A vítima contou que passava em frente da casa da autora de 32 anos, quando a mulher disse: “Lá vai a preta macaca com o macaquinho no colo”, se referindo ao filho da vítima, conforme informações do site Diário Corumbaense.

Após as acusações, a mulher procurou a delegacia de Polícia de Corumbá para registrar boletim de ocorrência por praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Ainda conforme informações do site Diário Corumbaense, há uma semana outro caso semelhante foi registrado, desta vez contra um bombeiro militar durante atendimento a um acidente de trânsito.

O fato ocorreu no último dia 28, quando um homem de 45 anos, bateu o carro em uma árvore, os bombeiros foram acionados e ele recusou atendimento, ele estava muito alterado e não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação), impedido de sair do local por um dos bombeiros, ele disse que “não obedeceria à ordem de um negro”, e ainda ameaçou o militar dizendo que iria matá-lo. Ele foi preso em flagrante.

Vizinha procura delegacia após ser chamada de “preta macaca”
Mais notícias