VÍDEO: Homem desaparecido desde junho de 2018 é terceira vítima de serial killer

Corpo foi encontrado em terreno após 4h30 de buscas

A polícia localizou, por volta das 10h30 desta sexta-feira (14), o corpo da terceira vítima de Cleber de Souza Carvalho, de 43 anos. A vítima é Roberto Geraldo Clariano, de 48 anos, que estava desaparecido desde o dia 23 de junho de 2018 e foi visto pela última vez quando saía para trabalhar naquele dia no terreno, no Recanto dos Pássaros.

Cleber contou para a polícia que matou Roberto, conhecido como ‘Cenoura’, quando o contratou para um serviço no terreno na Avenida José Roberto Barbosa, no Recanto dos Pássaros. Os dois teriam discutido e, com uma pancada na cabeça usando o cabo de uma picareta, Roberto foi assassinado. Apesar de ter afirmado que Roberto é a vítima, a confirmação da identificação da vítima será feita após os exames periciais.

Desde as 6 horas desta sexta-feira equipes da DEH (Delegacia Especializada de s), Batalhão de Choque, Corpo de Bombeiros e Perícia estão no local em buscas pelo corpo. Cleber, que foi preso durante a madrugada, apontou onde o corpo foi enterrado, mas houve dificuldades nas buscas, que acabaram durando mais de 4 horas.

Com auxílio de maquinários, a polícia conseguiu identificar o local onde a vítima foi enterrada. Ossada que seria de Roberto foi localizada, além da picareta utilizada no crime. A princípio, Cleber teria tirado o cabo da picareta e com ele atingido a vítima na cabeça.

Desaparecimento de Roberto

Roberto Geraldo foi visto pela última vez por um vizinho quando se preparava para sair de casa para trabalhar. Ele tinha dois carros, uma Belina e um Gol, que também haviam desaparecido. Na casa, segundo o vizinho, não havia sinais de arrombamento.

Conforme o boletim de ocorrência do desaparecimento de Roberto, registrado pela namorada na época, ele disse que faria um frete, mas não falou ontem. O Gol ainda foi localizado na frente da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. O vizinho conta que o homem trabalhava como vendedor e com serviços gerais e costumava deixar as chaves da casa com ele para visitar os irmãos em Goiás.

Confira o momento em que o corpo foi encontrado: 

Cinco vítimas

A série de homicídios cometidas por Cleber foi descoberta no dia 7 de maio, após a polícia localizar o corpo de José Leonel Ferreira dos Santos, de 61 anos. Ele foi assassinado por Cleber e a filha Yasmin Natasha, de 19 anos, na casa onde morava na Vila Nasser. A família começou a morar na residência, onde o corpo da vítima foi enterrado.

VÍDEO: Homem desaparecido desde junho de 2018 é terceira vítima de serial killer
José foi enterrado em um terreno no Coophatrabalho (Foto: Divulgação)

José Jesus de Souza, de 44 anos, foi a vítima encontrada em um terreno murado, no cruzamento das ruas Raza e Geciba, no Coophatrabalho. Ele foi dado como desaparecido no final de fevereiro e a princípio Cleber o teria matado também para morar na casa dele. O crime se assemelha à morte de seu Leonel. Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, as outras duas vítimas de Cleber estariam enterradas sob construções e as buscas devem ser realizadas no decorrer do dia.

Crimes semelhantes

Para a polícia, Cleber foi frio ao contar sobre os homicídios, e chegou a dizer que as mortes aconteceram durante discussões com as vítimas. A série de mortes foi revelada a partir do desaparecimento de seu Leonel.

A irmã de Leonel procurou a DEH no dia 7 de maio para relatar o desaparecimento dele e disse que pessoas estranhas estariam vivendo na casa onde o idoso morava. Com as investigações, os iais acabaram descobrindo o homicídio.

O corpo de seu Leonel foi encontrado enterrado nos fundos da casa dele, que foi ocupada por Cleber e pela família. É investigado a participação dos familiares nos outros crimes, mas a princípio Cleber agia sozinho.

VÍDEO: Homem desaparecido desde junho de 2018 é terceira vítima de serial killer
Mais notícias