‘Vamos resolver essa dívida hoje’, disse ferido a tiros ao cobrar R$ 400 de venda de som

Foram feitos nove disparos contra a casa da vítima que tinha cobrado a dívida

Preso na noite deste domingo (7) depois de atirar contra um homem de 35 anos, no em Campo Grande ao ser cobrado de uma dívida de R$ 400 afirmou que teria sido ameaçado pela vítima, “vamos resolver essa dívida hoje” e por isso fez os disparos contra a residência por debaixo do portão.

O motorista de caminhão de 45 anos contou que estava indo buscar a esposa, quando por volta das 19h30 deste domingo (7) ao passar pelo bairro seu pneu furou e quando foi trocar acabou sendo abordado por uma moradora que o questionou se precisava de ajuda, momento em que disse que não.

Mas, em seguida o filho da mulher apareceu e reconheceu o motorista como comprador de um som automotivo que havia vendido a ele há sete anos e que não havia pago o valor de R$ 400. O homem, então, foi cobrar a dívida e recebeu como resposta que o dinheiro não ia ser quitado, já que o aparelho havia apresentado defeitos.

Neste momento, a vítima desferiu um soco no rosto do motorista dizendo que iriam resolver naquele dia a dívida. O autor, então, pegou a pistola dentro do carro e passou a atirar contra a casa, um total de nove tiros acertando o tornozelo do homem por debaixo do portão. Policiais da Gecam (Grupamento Especializado com Apoio de Motocicletas) foram chamados e ele levado para a delegacia e a vítima encaminhada para a Santa Casa.

‘Vamos resolver essa dívida hoje', disse ferido a tiros ao cobrar R$ 400 de venda de som
Mais notícias