Polícia

Usou auxílio emergencial para comprar celular furtado e acabou preso

Homem de 38 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar nesta segunda-feira (11), depois de usar o dinheiro do auxílio emergencial distribuído em razão do coronavírus (Covid-19), para comprar um celular furtado, por R$ 20. O flagrante aconteceu no Caps (Centro de Atenção Psicossocial) da Vila Rosa, em Campo Grande. Conforme boletim de ocorrência, […]

Renan Nucci Publicado em 11/05/2020, às 17h53

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Homem de 38 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar nesta segunda-feira (11), depois de usar o dinheiro do auxílio emergencial distribuído em razão do coronavírus (Covid-19), para comprar um celular furtado, por R$ 20. O flagrante aconteceu no Caps (Centro de Atenção Psicossocial) da Vila Rosa, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, testemunhas que estavam no Caps viram o homem chegando ao local com o celular novo. Como já era de conhecimento que ele estava em situação de rua e que provavelmente o aparelho havia sido adquirido de forma ilícita, a Polícia Militar foi acionada para averiguar a situação.

Os policiais então encontraram o telefone carregando em uma tomada e viram que na tela de bloqueio havia um número para contato. Ao telefonar para este número, um policial conversou com uma mulher que se apresentou como dona de um ateliê. Ela disse que havia sido furtada e reconheceu o objeto.

Por este motivo, o homem foi detido. Ele afirmou ter comprado o celular de um conhecido, por R$ 20, e que havia usado o benefício do Governo Federal para fechar negócio. Diante dos fatos, ele foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Jornal Midiamax