Túnel aberto em presídio na fronteira permitiria fuga de mais de 100 criminosos

No início do ano 75 detentos escaparam desse mesmo presídio, que fica em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Mato Grosso do Su

Levantamentos de representantes do Ministério Público e da Polícia revelam que o novo túnel encontrado no Presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul,  já tinha uma dimensão que permitiria que os internos dos pavilhões A tivessem acesso à rua. As celas dessa área  abrigam mais cerca de 100 pessoas.

Segundo informações até agora apuradas, os detentos planejavam mais uma fuga de massa e contavam com uma logística significativa, que vai desde um amplo espaço para trabalho até luzes e ventiladores. As autoridades já vinham sendo informadas do plano desde o início do mês e chegou a fazer um pente fino no presídio.

De acordo com a promotora Camila Rojas, o esquema montado “começa com um buraco com boca de aproximadamente 50 ou 60 cm, depois de 4 metros o túnel se abre, de forma que fica mais fácil a entrada ou passagem das pessoas”.

Segundo ela, “pelas instalações elétricas, que aparentemente tem até ventiladores e presume-se que estava quase concluído ”, ressaltando que no local também foram encontrados, mantas e baldes utilizados durante a escavação.

Além do túnel que ficava na cela de Osvaldo Pascual Sánchez , localizado no pavilhão “A Baja”, mas este por sua vez estava ligado por uma abertura com a cela superior do pavilhão “A Alta”, onde estavam os internos Saduario Barboza e Felipe Pereira Zambelli .

“Era questão de tempo (que eles ganhassem a rua) e graças à operação do diretor da Penitenciária, que coordenou com a Polícia e o Ministério Público, essa fuga foi evitada novamente”, disse Martínez.

Túnel aberto em presídio na fronteira permitiria fuga de mais de 100 criminosos
Mais notícias