Três são multados após divulgarem no WhatsApp captura de 96 kg de pescado

Pastor e dois mestres de obras foram multados em R$ 4 mil

Três pessoas foram multadas nesta terça-feira (10) pela PMA (Polícia Militar Ambiental) após divulgarem em grupos de WhatsApp a captura de 96 quilos de pescado. A publicação chegou até o conhecimento das autoridades em Jardim, a 239 quilômetros de Campo Grande.

Conforme a PMA, no vídeo exibido, os pescadores utilizavam-se de um pedaço de madeira e transportavam pendurados, sete exemplares de peixes, sendo seis da espécie jaú e um cachara, sendo possível perceber facilmente que quatro exemplares de jaú se apresentavam abaixo das medidas permitidas por lei. Além disso, a totalidade do pescado está acima da cota permitida, o que também se caracteriza como crime. A cota é um exemplar por pescador e cinco exemplares de piranhas.

Uma equipe da PMA conseguiu localizar os três pescadores amadores de 28, 31 e 47 anos de idade, dois deles mestres de obras e um pastor evangélico, todos residentes em Jardim. Os pescadores assumiram o crime e afirmaram que a pescaria ocorreu no último sábado (7), sendo os exemplares capturados no rio Miranda, em um local conhecido como Poço da Areia. Eles alegaram ainda que o pescado já foi consumido.

A PMA autuou administrativamente os homens e arbitrou multa R$ 1.340,00 para cada um. Eles também responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção.

Três são multados após divulgarem no WhatsApp captura de 96 kg de pescado
Mais notícias