Traficante que vendia droga dos anos 70 pelo WhatsApp é preso em Campo Grande

Comprava LSD de um fornecedor do Facebook

Um traficante de 33 anos foi preso durante a madrugada desta quarta-feira (1º), por policiais da Gecam (Grupamento Motorizado de Apoio de Motocicletas), no bairro Tiradentes em Campo Grande, depois de ser flagrado com 65 micropontos de LSD. Ele seria o fornecedor de drogas para festas rave na cidade.

O traficante foi abordado por volta das 2 horas da madrugada pelos policiais depois de ver os militares e fazer um retorno com sua motocicleta na contramão levantando suspeitas. Quando abordado, os policiais encontraram 65 micropontos de LSD na sua carteira e duas porções de cocaína, além de R$ 752.

Ele confessou que vendia drogas em festas rave na Capital, e que na casa de sua namorada no bairro Caiobá estava escondida o resto da droga em uma mochila. O autor ainda disse que comprava as drogas de um fornecedor no Facebook, e que fazia as vendas pelo WhatsApp ou ligações. Cada ponto de LSD era vendido a R$ 40, mas podia chegar a R$ 100 dependendo da pureza da droga. Quando os policiais chegaram a residência da namorada do traficante encontraram em uma mochila mais tabletes de cocaína prontos para serem vendidos.

A namorada do homem confessou que sabia que ele vendia drogas. Na casa estava outra mulher que também foi levada para a delegacia. A droga foi apreendida e levada para a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Traficante que vendia droga dos anos 70 pelo WhatsApp é preso em Campo Grande
Mais notícias