Toque de recolher em Corumbá tem 303 pessoas abordadas e 5 estabelecimentos notificados

Decreto municipal também está vigor contra pandemia; município ainda não tem casos confirmados

Durante a primeira semana de toque de recolher em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, 303 pessoas foram abordadas nas ruas da cidade. Conforme o Diário Corumbaense, cinco estabelecimentos foram notificados por estarem abertos. O toque de recolher tem o objetivo de evitar aglomerações e assim também, a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). As pessoas que foram paradas receberam informações sobre o decreto municipal, sendo orientadas a retornarem aos seus lares.

Em relação ao funcionamento do comércio, na primeira semana, 154 estabelecimentos foram flagrados funcionando fora do horário permitido. No primeiro momento, os proprietários foram alertados pela equipe da Coordenadoria de Fiscalização de Posturas, que atua com apoio de guardas municipais, agentes de trânsito e fiscais sanitários. Cinco estabelecimentos foram notificados porque foram flagrados realizando atendimento. Além de multa, a reincidência pode resultar na perda do alvará de funcionamento.

Desde que as ações municipais entraram em vigor, no dia 22 de março, o comércio de Corumbá pode funcionar das 08h às 14h. Porém, aqueles estabelecimentos que vendem gêneros alimentícios podem atender os clientes até às 19h30, com restrições, como por exemplo, atendimento de uma pessoa por vez ou por grades frontais, evitando aglomeração no local. Já aqueles que atendem com o serviço “delivery”, o horário se estende até às 22h, dentro do toque de recolher, onde só é permitida a circulação desses profissionais de entrega. Já as padarias e confeitarias, estão autorizadas a funcionar a partir das 06h até às 19h30.

Corumbá ainda não tem casos positivos da Covid-19. Cinco casos suspeitos foram descartados.

Toque de recolher em Corumbá tem 303 pessoas abordadas e 5 estabelecimentos notificados
Mais notícias